sábado, 18 de agosto de 2018

A ÁRVORE DO AMOR




 ** 49ª edição do projeto «Poetizando e Encantando» **
da professora Lourdes Duarte...
Aqui

Clique                                                                               

A Árvore do Amor
vive no Natal
na praia
Maxaranguape.
*
Não uma... são duas
abraçadas
intensamente.
A protetora quase sucumbiu,
a outra amparou.
Aliando
suas forças
formaram um só
elemento.
Assim,
resistiram
a adversidades
extremas.
As fortes intempéries
marcaram,
mas não 
derrubaram.
Tiraram-lhes o chão
mas não
sua tenacidade.
*
Piedosas mãos
de poetas
recobriram
suas fundas raízes
desnudas
firmemente entrelaçadas,
formaram um
terno
monumento
natural
e uma sublime lenda:
apaixonados
que se beijarem
entre ambas,
debaixo do seu arco,
permanecem
amorosamente unidos
 para a eternidade.
***
Majo Dutra

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

NAQUELE ESPLENDOROSO DIA


               

Projeto concebido pela amiga Chica
e o neto Neno
  Daqui



~~ *** ~~

Clique                                                                               
                                              
 Naquele dia
não foi como habitualmente...
As aves despertaram
aos primeiros raios de sol
e permaneceram mudas, deslumbradas
perante a magnificência
do espetáculo do nascimento do astro-rei.
Finalmente soltaram o seu canto
inaugural, veemente, hínico
e empreenderam altos voos de regozijo
pelo esplendoroso dia.
*
Em terra,
os homens também emudeceram
ante a beleza raríssima da aurora dourada.
A grandiosidade da natureza
comoveu-os.
Lembraram Deus Criador e
mormente suas antigas e ainda duras lutas,
para que
todos tenham o direito de conquistar
 um lugar ao sol,
porém, sentiram-se privilegiados
por participarem
em momentos tão sublimes
e, de certo modo,
compensados pela sina de trabalharem
na madrugada.
*** 
Majo Dutra

sábado, 11 de agosto de 2018

A AGUADEIRA




Femme versant á boire - Provence - 1882
Julien Dupré - 1851 - 1910
Realismo
Clique...
*
Julien Duprés, parisiense, dedicou a vida a pintar cenas do  mundo rural,
no tempo em que a agro-pecuária era a base da economia dos países
e os camponeses constituíam a classe mais trabalhadora,
porém, a mais pobre, iletrada e desconsiderada.
 ~~ A aguadeira ~~

As aguadeiras desempenharam - durante séculos - um papel
de importância vital para os trabalhadores que socorriam,
para a explorações onde trabalhavam e para a economia.

Aguadeira linda
Matai minha sede
Olhai-me bem e vede
Minha força finda...
*
Eram indispensáveis nos vastos campos de cereais, durante a
colheita, principalmente no sul da Europa, onde o calor do mês
de Agosto aquecia cantis, sendo necessário prover água fresca.

Aguadeira airosa
Que olhos belos tens,
São preciosos bens!
Grato pela prosa.
*
Em Portugal, foi a região do Alentejo que mais desenvolveu 
este mister, a mecanização da ceifa só aconteceu após a
revolução de 74.  Há muitas antigas ceifeiras e aguadeiras...

Aguadeira amiga,
És a flor que a estiagem
Poupou e verde tem,
Tal viçosa espiga.
*
Os alentejanos adoram rimar e compor quadras populares,
também apreciam cantar em coro, tendo sido o «cante
alentejano» elevado a Património Cultural da Humanidade. 
Majo Dutra
Aguadeira do Alentejo...
Os vastos trigais alentejanos.

*Carinhosos parabéns aos pais brasileiros*

 ~~ Abraços especialmente emotivos ~~

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

A BOLA AZUL





~~ A MIMHA PARTICIPAÇÃO ~~

💙Vamos brincar com a Chica 27?💙



Recordando o poema inesquecível da querida professora,
Cecília de Meirelles.

«A bela bola do Raul é azul.»

'A de Raul é de Arabela.
A de Arabela é de Raul.'



~~ A b r a ç o s ~~
**********************************

terça-feira, 7 de agosto de 2018

LOCAL ESPECIAL E AMADO





  * 47ª Edição do Poetisando e Encantado  


Um cantinho encantador
Desvelo do Sr Joaquim.
Eu, a princesa,  no jardim
Cercada de tanta flor,
Frescura e doce fragrância,
Repleta de prazer lia.
Paz perfeita! Nada a opor!
*
Sentia-me etérea, esvoaçante
como as belas mariposas
que ali volteavam formosas.
Elas, testemunhas ante
Reações do meu pensamento,
Notaram de modo lento
Como cresci tão pujante.
*
Pensei como foi fecundo:
Nas muitas obras ali
Meditadas percebi
A falta que fazia ao mundo.
Senti nascer a guerreira,
Surgia de forma ligeira
Uma força! Urgia ir fundo!
*
Agora em voluntariado,
Sempre da arte seduzida,
Quando se complica a vida 
Volto ao rosal perfumado.
Como Antheia sempre fazia,
Energizo valentia.
Local especial e amado.
***
 Majo Dutra

Projeto de Blogagem Coletiva
 da Profra Lourdes  Duarte


Companheiras/os.
 Li todos os trabalhos... Os meus sinceros parabéns.
Quero dizer-vos que estou satisfeita por pertencer ao grupo.
Temham dias plácidos, inspirados e bem sucedidos.
Abraços.

segunda-feira, 30 de julho de 2018

À AMIZADE



Lamento não ter um poema meu para vos ofertar
neste Dia  Internacional da Amizade.
Deixo-vos um que muito prezo de um bom autor português.


Em véspera de partida para férias, não tenho possibilidade
de comentar individualmente os vossos trabalhos , porém,
quero afirmar-vos que achei todos muito bons,  e é muito
interessante verificar e apreciar o estilo de cada um.
Apelo e agradeço a vossa compreensão.
Com as minhas saudações poéticas,
um abraço grande e sincero.
Até à volta.

domingo, 29 de julho de 2018

VIVER COM A NATUREZA





Vou falar-vos de um tema que muito me apraz,
já tão cantado, tão enaltecido
por romancistas, bordado por poetas, como é o amor.
*
A opção de viver como um elemento animado da natureza,
dispor de um paraíso de plantas e frutos puros,
ter como vizinhança árvores, flores, pássaros e insetos coloridos,
sentir a emoção do vento, do sol, das auroras e dos ocasos,
vivenciar e respeitar as tempestades,
*
poder admirar em noites calorosas e plácidas,
 miríades de astros resplandecentes que nos observam,
identificar diariamente as constelações,
*
ter a companhia e carinho de fiéis animais de estimação
que vivem como nós, em liberdade,
cavalgar, pedalar ou andar em percursos que nos são caros,
fruir sombras profundas, frescas e palpitantes,
abraçar árvores, colher flores silvestres
*
é o sonho de muitos citadinos cansados
da selva de betão.
Muitos casais no início de vida, reunem condições razoáveis e
partem para uma vida com a natureza.
Outros, lutam pela glória, mas ao adquirirem estatuto de
estrelas de primeira grandeza,
partem das metrópoles.
*
Todo o ser humano tem o dever de envidar todos os esforços para 
ser feliz
e colher a felicidade de fazer o seu próximo feliz.

Majo Dutra

domingo, 22 de julho de 2018

COMO É MARAVILHOSO!


Clique



Como é maravilhoso noivar!
Apaixonei-me aos quinze anos.
Os meus olhos reluziam quando aparecias,
sentia uma grande felicidade,
uma sensação de imensa plenitude.
Só mais tarde compreendi que te amava.
*
Como é maravilhoso sonhar!
Foram anos e anos de intenso estudo,
aparecias em todos os lugares onde eu estava
como o meu anjo protetor,
cheguei a pensar que apenas sentias
 um afeto fraternal.
*
Como é maravilhoso te olhar!
Quando partiste como médico sem fronteiras
pensei que tinha de esquecer o meu sonho
a favor do teu.
Cumpriste a tua missão em África e voltaste diferente:
mais maduro, mais adulto, mais decidido. 
*
Como é maravilhoso lembrar!
Confessaste-me o teu amor desde menino
e teu desejo de estabilidade e formar uma família.
Esta foto do nosso noivado recorda
o profundo carinho
com que me ofertaste uma rosa rubra e este belo diamante,
símbolo de eterna e brilhante paixão.
*
Como é maravilhoso amar!
***
Majo Dutra

sábado, 14 de julho de 2018

~~ CARINHO ~~




~~ POETIZANDO E ENCANTANDO ~~
44ª Edição de Blogagem Coletiva...  Aqui



~~ C a r i n h o ~~

Carinho é sal e mel do real sentir
amima o coração e o faz sorrir.
*
Tantas manifestações de ternura
que de atitudes de dileção pura
*
nada têm! É rotina trivial e fria,
modo que jamais poeta inspiraria.
*
Abraços, carícias, mimos ou afagos
sentidos, beijam e exultam os âmagos,
*
imtensos, elevam nossa auto estima,
colocam qualquer ânimo tão em 
cima!
*
Vitais hormónios da felicidade
fluem inteiramente no corpo que há-de
*
reagir em deleite cordial e adequado.
  Natureza! Que sublime legado!
*
Enternece-nos a infantil pureza
 quando a criança beija, abraça ou reza...
*
Exemplos que Deus tão bem concedeu,
 todos os veneram, tanto como eu.  

domingo, 8 de julho de 2018

~~ A PROMESSA ~~



Clique


 



Foi fascinante e maravilhosa aquela viagem,
uma oferta do nosso enlace.
Como crianças inocentes inundámos
de alegria e vitalidade a belíssima baía e o areal.
*
Badmington, remo, passeios de barco ou na beira-mar,
eram intercalados
por sonoras risadas e carinhos terníssimos.
Nas horas quentes,
liamos obras iguais e com ardor, trocávamos ideias.
Borboletas coloridas e apaixonadas, rodopiávamos na pista e,
em noites aveludadas,
dançávamos romanticamente  junto do areal,
ao som do concerto mágico de música e das ondas mansas.
*
No ápice de imensa felicidade,
à despedida, fizemos a foto das cadeiras vazias que utilizámos
e prometemos solenemente voltar a ocupá-las.
 ***
A vida foi dura.
Qual formigas incansáveis
tudo fizemos para confortar a nossa grande prole.
Tínhamos planeado menos,
mas adorávamos a grande reunião em redor da mesa.
Felicidade e alegria permaneciam luminosas.
*
Por vezes, gostávamos de observar a foto
conjeturando sobre a oportunidade de cumprir a promessa,
Finalmente chegou a altura.
*
Porém, já não éramos as vibrantes mariposas...
Resolvemos fazer uma viagem bonita , mas mais próxima e
oferecer o valor remanescente
 a um centro de acolhimento de crianças.
*
A viagem foi encantadora.
Vivenciámos, com surpresa, uma ternura intensa e profunda,
 delicioso néctar de uma longa vida em comum...
Diamante raro lapidado pelo tempo.

Majo
Ps ~ Pode se considerar um só poema ou dois...