DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

O TESOURO DO PEDRO







Era uma antiga vitrola portátil
Era uma relíquia querida do Pedro
Era uma herança de seu saudoso tio
Era uma grande animadora
fiel amiga dos seus melhores momentos.

(

Naquele noite Pedro encontrou a quermesse triste...
Naquele noite Pedro levou a sua muito estimada vitrola
Naquele noite o adro da igreja ficou animado
Naquela noite as pessoas divertiam-se
quando chegaram os sinistros mascarados

)º(

Roubaram toda a coleta da igreja,
Roubaram toda a alegria e todo o sossego às pessoas
Roubaram toda a felicidade do Pedro
Roubaram toda a sua glória... desconhecendo o seu valor
esmagaram a vitrola com uma enorme pedra.

)º(

Ao menos foi por uma boa causa
Ao menos foi por uma causa piedosa
Ao menos foi por uma causa honrosa
Ao menos foi... Pedro meneando a cabeça
pensava e murmurava... infinitamente triste.

 )º(

Duvido que algum encapuçado deste género
possa algum dia ser feliz.

))ººº((

MajoDutra
~~ BRINCANDO DE POESIA COMA CHICA ...

17 comentários:

  1. Que triste fim teve a vitrola do Pedro, que só pensou na alegria, na felicidade geral.
    A festa acabou, ninguém mais dançou, mas Pedro não chorou, apenas lamentou, que fim levara sua vitrola no dia que seria o dia mais lindo da festa da igreja.
    Agora Pedro apenas guarda restos de um tesouro que lhe é ainda estimado.
    Que viagem uma imagem nos provoca né Majo?
    E os mascarados? Ah, estes por certo são desalmados.
    Um abração amiga e que sua semana esteja alegre e leve.
    Beijo no coração.

    ResponderEliminar
  2. Puxa, que triste cena ver um tesouro com valor estimativo ser destruído por marginais assim. Bela inspiração! Obrigadão! bjs, levei teu link! chioca

    ResponderEliminar
  3. Boa noite Majo,
    Magnífica a sua inspiração!
    Grande tristeza para Pedro ver assim roubada de forma inglória a sua vitrola.
    Relíquia, que decerto, jamais esquecerá, assim como o ato de vandalismo que originou a sua perda.
    Podia ter sido real. Infelizmente tantos atos destes que por aí abundam.
    Um beijinho e um resto de boa semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  4. Boa noite de paz, majo!
    Coitadinho do Pedro!
    Tem coisas que tem valor afetivo para a pessoa e ela fica triste de perder.
    Felicidades e bênçãos para você!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem
    😘😘😘

    ResponderEliminar
  5. Uma postagem soberba! AMEI!

    Beijo e uma boa noite!

    ResponderEliminar
  6. Uau! Coitadinho de Pedro, depredaram sua estimada vitrola! Triste fim! Ótima participação. Jeito lindo de poetar! Meu abraço!

    ResponderEliminar
  7. Uma inspiração com ritmo e bom gosto... em bela e boa criatividade! Bj

    ResponderEliminar
  8. Estas iniciativas são fabulosas :))

    Hoje:- Quando os dias pesados me abatem o rosto

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta-Feira .

    ResponderEliminar
  9. Puxa, bastante criativa a sua participação, bem dentro das suas sensibilidades... Uma boa reflexão...
    O meu abraço sincero nesta quarta-feira... Vamos adiante... Rsss, o tempo passa e precisamos vivê- lo no ritmo do "Admirável Mundo Novo"...

    ResponderEliminar
  10. Gostei de sua inspiração, mas sei que na vida temos alegrias e tristezas, assim como aconteceu com o Pedro. Sua poesia tocou o meu coração, tenho um neto de nome Pedro.
    Busco fazer visitas sempre tentando ir há um número maior de blogs, por isso quando uma pessoa amiga, como voê eu já visitei recentemente, deixo para uma próxima oportunidade pois sei que entenderás.

    Envio-lhe todo o meu carinho.
    Élys.

    ResponderEliminar
  11. Que triste fim teve a vitrola do Pedro. Uma belíssima e assertiva inspiração levando-se em conta a falta d respeito de certas com o que valoroso para outro alguém
    Muito lindo, Majo
    Beijokinhas

    ResponderEliminar
  12. QUANTOS TESOUROS DA ALMA SÃO LEVADOS E, AS VEZES, NÃO SE SABE NEM PORQUE.
    TRISTE REALIDADE. OS ROUBOS, FURTOS, ASSALTOS QUE PODEM DEIXAR MUITAS MARCAS. bjs

    ResponderEliminar
  13. Quem nunca teve um dia de "Pedro" nessa vida???
    Bela participação!
    Beijos, Marjo.

    ResponderEliminar
  14. Uma desgraça.
    Lá se foi o gira-discos.

    Interessante a construção do poema!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  15. Quantos tesouros de nossas vidas nos são tirados?
    Assim como o Pedro perdemos nosso bem maior e ficam as boas recordações
    Uma bela inspiração amiga
    Beijos e um abraço graaande

    ResponderEliminar
  16. Belas palavras. Achei o poema bem mágico e encantador.
    Bom restante de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    O blog está em HIATUS DE VERÃO até o dia 23 de fevereiro, mas tem post novo. Comentarei nos blog amigos nesse período.

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderEliminar
  17. Uma brincadeira que, no seu poema, nos conduz a um problema sério, o dos assaltos e a pouca segurança em que se vive presentemente. A alegria e a harmonia são destruídos por actos dessa natureza.

    A vitrola, aqui, uma alegoria muito bem apresentada, numa toada poética linda.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~