DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

sexta-feira, 26 de abril de 2019

ODE A CERTAS ÁRVORES...






... ODE A CERTAS ÁRVORES ...
Neste prodigioso planeta azul,
onde acontece primavera,
certas árvores,
prodígios da natureza,
revitalizam-se
tal como Fénix deslumbrantes.
Cada pequeno ramo recebe 
poderosa e peculiar
ordem genética.
É então, que se cobrem
de magníficos e delicados véus
que mais tarde vão aspergindo e
substituindo por frescas, brilhantes,
vitais folhas verdes.
 ()
Neste admirável planeta azul,
onde acontece verão,
certas árvores
zelosas, maternais,
com a ajuda do astro-rei
criam e protegem seus frutos
do nascimento à maturidade,
fornecendo-lhes nutrientes essenciais
em seiva elaborada com primor.
Dela provém a doçura
de copiosos frutos
atraentes, perfumados,
deliciosamente agradáveis e
 suculentos.
()
Neste portentoso planeta azul,
onde acontece outono,
certas árvores,
repousando
da tarefa da criação,
vão perdendo suas copas coloridas, 
tristemente fenecidas.
Refazem seu interior e preparam
a sua renovação
num repouso profundo
Ainda abrigam
algumas aves não migrantes
que nelas procuram
um refúgio.
()
Neste fascinante planeta azul,
onde acontece inverno,
certas árvores
ficam adormecidas
aparentemente.
A ciência diz
que não sentem, pois
não possuem sistema nervoso;
porém seu imo está alerta,
  sensível à temperatura
que determina seus ciclos.
Aves residentes
apreciam tomar sol
nos seus ramos.
()
Neste fantástico planeta azul,
certas árvores
são seres formidáveis.
  ()()()()()
MajoDutra
 NicolletaTomasCaravia

12 comentários:

  1. Boa noite de Oitava Pascal, querida Majo!
    Concordo plenamente que nosso amado Portugal seja lindo, delicioso, aprazível e ameno em todos os sentidos. Tenho por aí boas amigas queridas e o país é muito belo por onde passei.
    Ah! Portugal tão amado! Viva hoje sua Liberdade!
    Uma saudade me deu agora com seu poema descrevendo a natureza daí.
    Tenha dias felizes!
    Bjm carinhoso, fraterno e pascal

    ResponderEliminar
  2. Muito linda a inspiração e em cada estação do ano as árvores se revestem de graça e brilho peculiares! Gostei muito! Obrigadão! Levei o link! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Eu sinto o mesmo!
    As mesmas árvores... em todas as estações têm beleza diferenciadas!
    Adoro o poema e o som! Bj

    ResponderEliminar
  4. Que beleza de publicação :))

    HOJE, DO NOSSO GIL ANTÓNIO :-Meu amor: Eu estou aqui.

    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira

    ResponderEliminar
  5. Os meus aplausos por este excelente poema.
    Majo, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Que Show Majo, uma ode maravilhosa.Fez lembrar Manuel Bandeira.
    Portugal um lugar para conhecer, aqui mais bonito em todas estações.
    Maravilha de inspiração amiga.
    Meus aplausos.
    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Lindo demais, Majo! Esse sentimento que nos passa sobre a natureza e sua vida repleta de raízes. Esse respeito que devemos ter pelas arvores deveria ser de todos, pelo mundo inteiro. No seu pais tem magias excelentes!Grande beijo.

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde Majo,
    Tão belos os seus poemas!
    A natureza no seu imenso mistério nos faculta momentos de bela poesia, como é o caso.
    Um beijinho e ótimo fim de semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  9. Inspirou-se lindamente e com muito amor ao seu lindo Portugal! Estive duas vezes aí na Primavera, mas imagino a beleza nas outras estações...
    Convido vc p ver a minha participação no Fragmentos Poéticos/Dois Desafios...
    Abçs e bom feriado...

    ResponderEliminar
  10. Ainda há árvores formidáveis! Tomemos o seu exemplo.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~