DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

quarta-feira, 23 de junho de 2021

... TESOUROS MEUS ...


 

 ~*~*~*~* ~*~

 Desde menina,

então pequenina corsária

dos areais,

amo coleccionar

os seus singulares tesouros

cuja beleza faz sorrir

o meu âmago:

conchas de mil formas,

muitas delas brilhantes;

 búzios maravilhosos,

algas rendadas,

hirtos cavalos marinhos,

pedrinhas coloridas,

finos corais.

Assim aprendi a amar

e a conhecer o mar.

~*~

Ainda hoje me encantam.

Sabendo da minha admiração,

ofertam-me com carinho

 preciosidades que descobrem,

mimos que me animam

nos longos meses gelados,

 devolvendo-me

o ambiente limpo pelo sal,

o acalentador som suave

 das ondas interruptas

olentes a algas e mar iodado,

distantes piados litorâneos,

o sol radioso que me aquece

e me põe radiante.

~*~

Doem-me saudades do mar...

 ~***~
 MajoDutra


Pintura de Sally Swatland


... Este ano, tive que antecipar as minhas férias ...


                                                                                                                                                                                                                                                                              
                                                                                                                                                                                                                

41 comentários:

  1. Un pintura preciosa que hace un juego estupendo con tu armonioso y bello poema, donde los recuerdos del pasado hacen gala en tus bellas letras. Debe de ser un encanto poder disfrutar del mar en todas las épocas del año aunque solo sea paseando y mirando los regalos que deja el agua en las playas.
    Me encantó leerte Majo
    Un abrazo y buen día.

    ResponderEliminar
  2. Temos sempre saudades do Mar...e refugiamos-nos nas memórias doces das ondas a baterem na areia...
    Boas Férias...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  3. O Mar é tão tenebroso como lindíssimo. O mar é um fascínio e uma tentação para crianças e adultos. Qual a criança que não gostas de apanhar conchinhas quando a maré está mais vazia?A foto/imagem é de uma harmonia que comove.
    Adorei o poema. Maravilhoso
    .
    Cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  4. O mar é uma imensidão de poesia. E estes tesourinhos cantam, com doçura, no teu coração. E as saudades enrolam na areia.
    Amei, amiga Majo.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  5. O Mar sempre me fascinou. Também em pequeno, gostava de colecionar conchinhas e seixos do Mar. Mas, ao contrário da amiga, não as guardei, perderam-se no tempo.

    Gostei muito de ler este belo poema, amiga Majo.

    Votos de boas e reconfortantes férias.

    Beijinhos de amizade.

    ResponderEliminar
  6. Olá Querida Amiga Majo,
    Que lindas recordações você guarda do mar, pequenos objectos que só de olhar nos acalmam. O mar transmite muita paz interior.
    Gostei muito deste seu post, lindo lindo ♥♥
    Que corra tudo bem, um xi ♥

    ResponderEliminar
  7. Todos llevamos en nuestros corazones la parte de ese niño que algún día fuimos, recuerdo que también los coleccionaba y los guardaba como auténticos tesoros.
    Un bello poema dedicado al mar. Como persona nacida en el Mediterráneo siempre lo llevo y lo llevaré muy dentro de mí.
    Un fuerte abrazo Majo.

    ResponderEliminar
  8. Conchinas e tiudo do mar nos encanta! Linda poesia e pintura! Boas férias, ótimos resultados aos exames!@ beijos, chica

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde Majo,
    Também aprecio caminhar pela areia descobrindo esses tesourinhos, embora não os colecione.
    Magnífico o seu poema!
    Um beijinho e boas férias.
    Ailime

    ResponderEliminar
  10. Esses são tesouros que sabe muito bem apreciar!

    Boas férias!

    ResponderEliminar
  11. El mar merece esos bonitos versos.El mar y esos tesoros que coleccionábamos de niños y que nos devuelven a la infancia.
    Abrazos,Majo.

    ResponderEliminar
  12. Que lindo quadro. O mar ao olha-lo sempre nos trás inspiração. Bela poesia. Bjs querda

    ResponderEliminar
  13. Bello poema te invita a soñar y a recordad la niñez. Te mando un beso

    ResponderEliminar
  14. Um poema fascinante que amei ler! 🌹😘
    .
    Numa saudade que só tu sabes a dor
    .
    Beijos, e um excelente dia.

    ResponderEliminar
  15. Boas férias a quem ama o mar!
    E o Algarve retribui :)

    ResponderEliminar
  16. Um poema muito lindo e terno. Amo também conchinhas e pedras, tenho um tanto das muitas férias mundo afora.
    Lembrei de um livro "Os Catadores de Conchas", muito bom.
    Felizes e relaxantes férias, querida Majo. Bjs

    ResponderEliminar
  17. Belezas marinhas, inspiração traduzida em belo versar.

    Boas férias, amiga Majo. Dias saudáveis e felizes.

    Um abraço. Tudo de bom.
    APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

    ResponderEliminar
  18. Querida Majo, que o teu verão seja retemperador. Aguardo-te nesta caminhada que muito me agrada. Não consigo estar tão presente como queria, mas não desisto.

    Um abraço de amizade.
    Até breve!

    ResponderEliminar
  19. Um gesto que se repete como se cada onda fosse um gesto cheio de surpresas. E quem admira tudo que é genuíno, qualquer concha tem uma beleza própria, uma viagem única
    Imagem e poesia que dispensam palavras
    Beijinho

    ResponderEliminar
  20. "Doem-me saudades do mar" Tão belo, minha Amiga Majo! Como gostei de imaginar a pequenina corsária a apanhar conchas e búzios. Também gosto. Às vezes escrevo um pequeno poema dentro de uma concha para oferecer a alguém... Gostei imenso deste poema.
    Continue a cuidar-se. Tenha umas féria descansadas e reconfortantes.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  21. Também gosto muito de conchas, Majo... e a mim, também, trazem saudades do mar! Belo post, amiga; meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  22. A pintura encantadora e mais encantador, ainda, é a sua inspiração. O mar é uma fonte inesgotável de inspiração!
    Abraços fraternos!

    ResponderEliminar
  23. Vem pelo mar.
    Vem do mar, todos os sons embalados em conchinhas,
    que vamos silenciosamente colhendo no encanto ao mar.
    Que seu verão seja de alegria com a familia.
    Que a pausa seja tranquila e volte tão logo possa.
    Beijo amiga

    ResponderEliminar
  24. Uma lindeza de recordação da infância. Lúdico, sensível. Gostei muito Majo!
    Beijinho carinhoso.

    ResponderEliminar
  25. Inmenso y bello mar, siempre fascinante.
    Muy bonito disfrutar de tus letras.
    Te deseo mucha felicidad.
    Y te mando un fuerte abrazo.
    Hasta pronto.

    ResponderEliminar
  26. Querida amiga e amor,
    Nossa infância revivida
    É mais do que luz, é vida
    Transcendente e superior!

    Gente feliz é quem for
    De alma juvenil nutrida
    Dessa luz que dá guarida
    Ao passado redentor.

    Se redimirmos o antigo
    Teremos n’alma o abrigo
    Desse amor a fecundar.

    E esse amor fecunda a mente
    Que busca, n’alma, a semente
    Do sonho do vasto mar.

    Querida, tivemos a mesma infância. Nasci na beira do mar a vinte metros distantes. Em regressão de parapsicologia tive a certeza que lembro quando nasci ao ser sufocado pelo ar atmosférico e meus ouvidos deflorados pelo mar bravio junto ao meu choro de medo do novo mundo - e acreditem quem quiser. Ainda bem que não sou poeta. Sou um engenheiro das exatas para não devanear nas coisas materiais com a razão e fazer uma confrontação anímica. Boas Férias! Deus seja louvado! Laerte.

    ResponderEliminar
  27. Estimado Laerte.
    Consta que houve uma vaga de frio no Sul que atingiu Santa Catarina...
    É preciso aquecer, mas não abuse...
    O seu soneto está 'alegrote', mas perfeito...
    Bom inverno. Saudações cordiais.
    ~~~~~~

    ResponderEliminar
  28. Magnífico poema, muito inspirado.
    Gostei imenso.
    Bom fim de semana, amiga Majo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  29. Meu abraço, amiga; boa semana, ótimas férias!

    ResponderEliminar
  30. Olá querida , Majo! Um poema belo, numa ambiência saudosista e muito boa para a alma. Boas lembranças nos trazem ondas de um mar calmo e transparente. Lindo demais! Grande beijo.

    ResponderEliminar
  31. Um belo poema, Majo. E uma ternura de imagem.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
  32. Boa semana; aproveita bem as férias, pois as mereces! Meu abraço.

    ResponderEliminar
  33. Apenas para deixar o meu abraço, amiga; boa semana!

    ResponderEliminar
  34. El encanto de los tesoros que el mar arroja en sus playas, y que de niños han sido delicias de sueños y leyendas propias. UN abrazo. Carlos

    ResponderEliminar
  35. Olá, amiga Majo!
    Deixo aqui os meus votos de ótima semana, e continuação de excelentes férias!

    Beijinhos, de carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  36. Bonitos versos con color y sabor de mar. Recuerdos de infancia que se recogen y llegan hasta ese invierno donde producen cálidos recuerdos.
    Es necesario sacar el niño que llevamos dentro y recoger esos tesoros marinos es una de las formas de conseguirlo.
    Felices vacaciones.
    Abrazos, Majo.

    ResponderEliminar
  37. --
    Passando para desejar um óptimo fim de semana. Beijos

    ResponderEliminar
  38. Gostei de voltar a ler este belíssimo poema. Que tenha umas férias tranquilas e com saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  39. El poema es hermoso. DE niño lo que más ansiamos es el mar, para como en tu poema coleccionar las joyas que nos deja en la playa.
    Un abrazo. Carlos

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~