DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

... CARPE DIEM ...





 Caía uma chuva
outonal numa tarde de sábado.
Eis que já passeava pela baixa,
nunca as luzes me agradaram tanto!
Um músico tocava nas arcadas,
percorri passeios, admirei nas lojas
a ordem, beleza e criatividade,
deleitou-me os doces aromas
a tecidos, livros e papel.
~ º ~
Caía uma chuva
contínua na cidade molhada
de infinitos espelhos refulgente,
nunca as luzes me agradaram tanto!
E numa cafetaria esplendorosa
fragrante, apetitosa, animada,
encontrei pessoas amigas
com quem fiz uma festa.
~ º ~
Caía uma chuva
outonal, fina, fria, persistente...
O centro histórico tocou-me como paraíso,
nunca as luzes me agradaram tanto! 
Carpe Diem!
~ ººººº ~
 MajoDutra
 Pintura de Guy Dessapt

26 comentários:

  1. Que lindo poetar por aqui, querida Majo,fazer valer o dia, sentir cada momento, olhar, observar e aqui nos dar essa linda composição com versos poéticos incentivadores!
    "Carpe Diem"!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  2. Carpe Dien! Não pude deixar de lembrar o filme A Sociedade dos Poetas Mortos.

    Beijos ...

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema e a música "casa" muito bem com os versos...
    "Carpe Diem", nome de restaurante aqui em Brasília!
    Abraço grande... MUITA PAZ!!!

    ResponderEliminar
  4. Uma descrição de um dia de Inverno, perfeito e cheio de cor e calor humano... apesar de chuva...
    Adorei.
    Obrigada por participar e pelos comentários.
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  5. Nessa altura caía a chuva. Hoje, por aqui CAI a chuva. Contrastes do tempo e da poesia.
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderEliminar
  6. Lindo poema bem outonal! Gostei muito desde a música! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  7. Una mirada hecha versos que resultó muy atractiva, llena de luz como la ciudad, y adornada con un bello estribillo que le ha dado musicalidad a tus letras otoñales.
    Un gusto la lectura.
    Abrazo

    ResponderEliminar
  8. É muito bom quando tudo agrada, ainda que a chuva caia em peso.

    Bom fim-de-semana!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. O mundo está mesmo dentro de nós, até porque todas as estações têm o seu encanto
    Lindo poema do quotidiano
    Bji, Majo

    ResponderEliminar
  10. Viajei na narrativa, visitei a paisagem, a rua, a chuva, as pessoas...

    Te convido para ler: 😎 A joaninha, a roseira e a videira.
    Um abraço. Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  11. Bella poesia, la canzone mi piace tantissimo.
    Un felice venerdi a te.

    ResponderEliminar
  12. Uma postagem com poema soberbo!!

    Desculpe o atraso, estou com dificuldades em aceder aos blogues incluindo o meu, desde ontem.
    .
    Afeição aos silêncios.
    Beijo e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  13. Nostalgia... Poesia... Beleza... Magia outonal se conjugam em doce e bela partilha... Bj

    ResponderEliminar
  14. Já não via tanta chuva há muitos anos...
    Magnífico poema, gostei imenso.
    Também gostei da foto e da sugestão musical.
    Majo, tenha um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Olá, Majo! Amei esta ilustração!
    Faça chuva ou faça sol...
    Carpe Diem!

    E bom final de semana!

    ResponderEliminar
  16. E hoje é sábado e o dia está exatamente assim. Terá sido inspirado no seu poema?
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  17. Uma poesia sempre encanta.Um bom final de ano.

    ResponderEliminar
  18. Carpe Dien sempre. Não pude deixar de lembrar do magnífico filme a Sociedade dos Poetas Mortos.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lisonjeada pela associação. Obrigada, meu Amigo.
      Beijo

      Eliminar
  19. Com chuva ou com sol a poetisa nos brinda com a magia da sua bela poesia
    E esta ficou espetacularmente bela
    Beijinhos querida amiga

    ResponderEliminar
  20. Passo para desejar um bom fim de semana!:)
    -
    Existem apetências de uma vida inteira...
    Beijo e um excelente Domingo!

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde Majo.
    Quando chove tudo fica mais depurado, tudo resplandece ao nosso olhar.
    (Adoro chuva;))!
    Belíssimo o seu passeio poético à chuva e tudo o que a encantou.
    Gostei imenso.
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderEliminar
  22. Lindo outono com som inspirador.
    Ver os lindos espelhos refulgentes é poesia que abraça Majo.
    Show de sensibilidade que combina muito bem com o Outono aqui
    retratado em linda poesia de luz.
    Carpe Diem Majo.
    Aplausos.
    Beijos

    ResponderEliminar
  23. Uma maravilhosa poesia que é uma chuva de encantamento para seus leitores, aplausos de pé!
    Beijos no coração!

    ResponderEliminar
  24. Olá Majo! A chuva caiu e nos trouxe do infinito um belíssimo poetizar. Linda inspiração. Vim aqui antes e resolvi comentar hoje. Poema lindíssimo . Mesmo chuvoso, Carpen Diam! Grande beijo.Feliz noite.

    ResponderEliminar
  25. CHOVE, CHOVE, CHOVE EM PORTUGAL...

    AGRADEÇO A TODOS A SIMPATIA, A FORÇA E O APOIO.

    BREVEMENTE TEREMOS INVERNO...

    OS MEUS ABRAÇOS CORDIAIS.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~