DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

... COMO MILAGRE ...







          Sentia aqueles dias de Janeiro em Paris como dádiva divina.

          Apareceu na sua complicada vida milagrosamente, quando estava demasiado
          magoada, com a alma e personalidade destroçadas,  vitimas desprotegidas de 
          abominável violência doméstica,  provocada por toxicodependência de álcool,
          um dos mais angustiantes pesadelos humanos.

          Sobraram-lhe poucos amigos, não entendiam  o que a levava a protelar o inevitável
          desfecho. Porém, foi entre eles que o conheceu. Sentia que seria para sempre grata,
          profundamente reconhecida pelo delicado trato, atenção, humanidade, doçura...

          Lentamente, muito lentamente, deixou de assustar-se, de ter medo, de entrar em
          pânico. Bem longe ficou um passado de dor e escombros.
          Soube depois que a mãe do novo marido tinha passado por situação semelhante.

          A maioria dos amigos voltou,  contudo estranharam o seu casamento,  por ele ser
          mais velho cerca de dois decénios.  Achavam que se tinha precipitado,  ao que ela
          sorria radiosamente, sentindo a sua felicidade acrescida.

          Eles não sabiam que era tratada como uma princesa, que agradecia diariamente
          o milagre de tanto carinho, que voltou a ter novamente a harmonia e equilíbrio de
          sua juventude, que vivenciava o amor nobre e absoluto com que sempre sonhara.
                       ******
                        MajoDutra    

 Pintura de Pete Rumney

28 comentários:

  1. Olá Majo,
    Era tão bom que muitas mulheres que, passam por este tormento, pudessem ter um milagre assim.
    Texto maravilhoso, amei!!!
    Desejo-lhe um fim-de-semana abençoado.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O milagre do amor!!!
    Gosto do som e adorei ler o poema!
    Bj Majo

    ResponderEliminar
  3. É complicado confiar nas pessoas quando se passa por esse tipo de situações. A violência não é só física, é também psicológica (o meu caso).
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  4. Muito lindo teu conto e passa uma boa mensagem...Gostei do milagre! bjs praianos,chica

    ResponderEliminar
  5. Uma virada na vida, “uma oferta divina”!
    Gostei muito da música 🎶 e da reflexão que acabo de ler nas suas palavras poéticas e realistas...
    Tenha um feliz fim de semana... Bjs

    ResponderEliminar
  6. Olá Majo, uma narrativa que parece incluir um milagre!
    o milagre do amor, que explica situações que nos parecem sem saída
    tenho andado na luta contra a gripe e está difícil, bah!:(((
    abraço
    Angela

    ResponderEliminar
  7. O amor não tem em conta a diferença de idades.
    Magnífico texto, gostei imenso.
    Majo, um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  8. Um milagre de amor,
    terá mesmo acontecido
    o qual lhe curou a dor
    que antes tinha sentido!

    Tenha um bom fim de semana cara amiga Majo Dutra. Um abraço.

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde. Mais uma postagem brilhante. Amei!
    -
    Cansada de estar cansada...
    Beijo e um bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  10. Lindissima postagem, tanto a música e o que se lê no texto rico de expressão do amor, nao importando as diferencas de idade, amor é amor sendo assim, inquestionável!
    Amei!
    Abraços apertados querida amiga!

    ResponderEliminar
  11. É um texto pesado que , de repente, se eleva e nos faz bem.

    Real ou não, o que importa é a salvação e a harmonia.

    Terno abraço, minha amiga.

    ResponderEliminar
  12. Majo,
    Que beleza de texto.
    Encantada deixo
    Bjins de bom fim de semana.
    CatiahoAlc./Reflexod'Alma
    entre sonhos e delírios

    ResponderEliminar
  13. Adoro esta música .
    E não podia haver casamento mais encantador : branco como a Paz !
    Parabéns, Majo !
    Beijinho

    ResponderEliminar
  14. Boa noite querida Majo,

    Um texto belo digno de apreciação e aplausos.
    Boa sexta-feira e feliz amanhecer.
    Bjs

    ResponderEliminar
  15. Uma linda historia de amor, que desconhece fronteiras.
    Linda construção e ilustração Majo.
    Beijo

    ResponderEliminar
  16. Bom dia Majo,
    Um conto poetico muito belo que adorei ler ao som desta música lindíssima.
    A vida é tantas vezes ingrata e a violência doméstica é um pesadelo que infelizmente acontece na vida de tantas mulheres principalmente.
    E como é gratificante encontrar um amor que, como milagre, ajuda a atenuar o sofrimento passado.
    Um bejinho e um abençoado domingo.
    Ailime

    ResponderEliminar
  17. O afeto sincero, é atemporal e resgata muitas vezes, dos escombros do passado, um coração que apenas deseja o direito de pulsar.

    Um abraço. Tudo de bom.
    A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

    ResponderEliminar
  18. Que linda história de amor , Majô ! Ah , se todas as histórias de violência contra a mulher terminasse assim , feliz e alegre . Estava procurando sua participação na brincadeira da Chica e vim dar aqui . Valeu muito te ler . Abraços .

    ResponderEliminar
  19. Una bella storia e un fantastico video.
    Buon inizio settimana.

    ResponderEliminar
  20. Um exercício literário a contar-nos uma história que muitas mulheres gostariam que fosse delas, como se de um milagre se tratasse. Muito bom.
    Uma boa semana, minha Amiga Majo.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  21. Assim são os grandes amores, Majo: pertencem exclusivamente a quem os vive... mas são são capazes de levantar pessoas e criar novos universos! Belo post, amiga; meu abraço, boa semana.

    ResponderEliminar
  22. Os amores verdadeiros são cúmplices e dão prazer pois são embasados no afeto e no respeito
    Belíssima prosa minha amiga
    Beijinhos e uma semana para você

    ResponderEliminar
  23. O Amor opera milagres!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  24. O amor cúmplice e verdadeiro opera milagres
    Muito lindo amiga Majo
    Beijokinhas

    ResponderEliminar
  25. ¡Hola, Majo!

    Es un exquisito relato, una historia amorosa tierna: y es que el amor verdadero es así de grande, no se enfada, es tolerante no es rencoroso y sabe perdonar.

    Me ha encantado leerte. te dejo mi gratitud y mi gran estima.
    Un abrazo y se muy, muy feliz.

    ResponderEliminar
  26. Olá, Majo
    Música maravilhosa e um vol-de-face numa vida que, de insuportável passou a ser uma aventura inesquecível!
    Bqm haja pelo belo conto.
    Um beijinho
    Beatriz

    ResponderEliminar
  27. Olá Majo! Assim é o verdadeiro amor. Não há época, preconceitos, que o faça ficar fraco quando aparece para abrilhantar a vida das pessoas. Belíssima narrativa. O relato nos colocou bem no meio das letras muito bem escritas. Aos poucos estou voltando minha querida amiga. Colocando a vida nos eixos. Passando por reforma na casa, etc, etc. Grande beijo.

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~