DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

... UM ARREBOL SINGULAR! ...






O dia decorreu fosco e tristonho.
Laura sentia mágoa no seu peito,
A saudade do seu efémero sonho.

 *

Suas passadas firmes iam a eito,
Decidida a vencer tal nostalgia,
Retirando do equívoco, proveito.

 *

De ar puro e fresco o peito refazia,
As plantas admirava, no entretanto,
O céu rosava como por magia.

*

Harmonia, beleza, paz e encanto
Relaxaram o seu âmago e mente.
As nuvens douravam como alto manto

*

Encobrindo a cidade. Veio gente
Para o parque e de um bem amplo lugar
Laura viu o cenário resplendente!

Só mão divina sabe decorar
Tal manto rutilante em ocre e rosas,
Que a tão graciosa urbe veio ornar.

Voltou tingida a cores luminosas,
E após o doce banho perfumado,
Achou-se mais ditosa que as ditosas.

(((((o)))))

 MajoDutra


Pintura de Thomas Moran

26 comentários:

  1. Lindo e foi magnífico ouvir Frank Pourcel de novo ... saudades ...

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Gosto muito do som... a pintura é linda e o poema ao qual associo a palavra gratidão!!! Bj

    ResponderEliminar
  3. Hay paisajes que producen tanta luz y serenidad, que las nostalgias se evapora, o puede ser al revés, si se han disfrutado con un amor ya ausente.
    De cualquier manera es un poema precioso que con la música elegida forman un buen tandem, y se disfruta leyendo y escuchando.
    Un abrazo Majo.

    ResponderEliminar
  4. Bonita essa imagem amarelada,
    como tudo está, tão, perfeito
    por quem lá fora ela colocada
    para dar mais graça ao soneto!

    Goitei muito cara amiga Majo Dutra, tenha uma boa noite. Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Olá Majo,
    Tão, mas tão lindo, parabéns!!!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Majo,
    Lindos versos.
    Bjins de 5a feira,
    CatiahoAlc./Reflexod'Alma
    entre sonhos e delírios

    ResponderEliminar
  7. Em dias assim, gosto de ver o Mar... Ou ouvir Bach...Ou retribuir o sorriso a alguém...
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  8. Gosto de dias que terminam assim tão reluzentes e dourados
    O seu poema está um deleite minha amiga
    Beijokinhas docinhas

    ResponderEliminar
  9. Belo poema.
    Muito bem acompanhado pela música e foto.
    Majo, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Bonita imagem poética, visual e musical. Um belo post.
    Abraço

    ResponderEliminar
  11. Belíssima aguarela poética e musical capaz de nos deixar mais ditosas !
    Beijinho,M .

    ResponderEliminar
  12. Poética paisagem, arte divina que revigora, renova o espírito, inspira consolando, convidando a vida a repintar sorrisos.

    Um abraço. Tudo de bom.
    A ARTE DA VIDA. APON HP 💗 Textos para sentir e pensar.

    ResponderEliminar
  13. Olá, Majo.
    Que linda postagem!
    Pourcel me lembra da minha infância. Meu cunhado adorava.

    Abraços, e bom final de semana!

    ResponderEliminar
  14. Um poema positivo e muito bem escrito, com uma imagem deveras bonita.
    Gostei!
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
  15. É tão bom quando novas cores nos vêm iluminar o dia!

    Bom fim-de-semana, amiga!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  16. Belo e grandioso poema, que outra mão pintaria com igual precisão tão linda tela?
    Agradecida pela linda partilha.

    "Só mão divina sabe decorar
    Tal manto rutilante em ocre e rosas,
    Que a tão graciosa urbe veio ornar"

    bjs querida.

    ResponderEliminar
  17. Como a palavra se eleva e ilumina a nostalgia e toca a rosa com a luz precisa. Como a palavra cativa a melodia e se transforma em pura poesia - qual manto luminoso.
    O concerto de Frank Pourcel e a pintura esfumada em tons quentes revelam um enorme bom gosto.
    Beijos, amiga Majo.

    ResponderEliminar
  18. Um banho de natureza, vivificante, retemperador, puro...
    Saudações bárdicas
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  19. Saí da tristeza de Brumadinho e vim me recompor aqui, bela pintura, vídeo lindo com imagens maravilhosas, e o poema...da Majo! Lindo, amiga!
    Beijo, uma ótima semana.

    ResponderEliminar
  20. Não há como não gostar da beleza escrita em belos versos, minha amiga Majo! Os vídeos e imagens são de de altíssimo bom gosto; porém , a poesia sempre nos arrebata a alma. Grande beijo.

    ResponderEliminar
  21. Boa tarde Majo,
    Belíssimo poema que gostei imenso de ler ao som de Frank Pourcel que já não escutava há imenso tempo.
    Um beijinho e uma excelentes semana.
    Ailime

    ResponderEliminar
  22. Uma beleza de ilustração audiovisual, para ler um poema de muita elegância e inspiração.
    Majo cada vez mais nos agraciando com sua sensibilidade poética.
    Fico muito feliz de ver e sentir este poetizar.
    Beijo amiga.
    Gostei.

    ResponderEliminar
  23. QUERIDOS AMIGOS

    AGRADEÇO A VOSSA COLABORAÇÃO E APOIO.

    OS MEUS ABRAÇOS CORDIAIS.

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  24. Som, imagem e os versos super inspirados formam um conjunto encantador!
    Beijos carinhosos!

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~