DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

... PRIMEIRO AMOR ...



))))))))O((((((((

((((((((O))))))))

Na praia, mirava o horizonte,

quando o seu pensamento galgou

a longínqua linha aparente

e partiu para um país distante,

recordando o seu primeiro amor:

tão puro, tão terno, tão emocionante!

Muito longe de terem despertado

para uma genuína paixão.

*

Diariamente encontrava

na sala de aula, sobre a sua mesa,

 uma rosa fresca e olorosa.

A vida separou-os,

perdurou a perene incógnita:

como teria sido?

*

Estava um dia de muito calor!

Recordou um certo jardim tropical.

Ao longe, ouvia-se o canto de rolas,

Bailavam no ar fragrâncias de savana,

alegria, curiosidade, pudor, raros

 ósculos tímidos, ternuras juvenis.

*

Doeu-lhe uma súbita solidão!

Dos olhos marejados

rolaram umas pérolas  cristalinas...

*

Acredita que ficou escrito nas estrelas...

*****

MajoDutra

Pintura de Vladimir Volegov

32 comentários:

  1. Cara Majo

    Quedei-me aqui a ler este seu poema.
    Um amor longínquo, saudades de um tempo que
    não aconteceu. Lindo na sua forma lírica!
    Beijo
    Olinda

    ResponderEliminar
  2. Lindo,lindo demais,Majo! Ótima semana! beijos, chica

    ResponderEliminar
  3. Recordar o primeiro amor e sentir toda a solidão do mundo nessa saudade. As estrelas fizeram o registo, sim. Lindíssimo poema!
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  4. .Poema de um lirismo esfusiante e fascinante de ler. Quando se escreve o vaguear da imaginação, acontece o Poema perfeito.
    .
    Uma semana feliz. Cumprimentos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  5. El primer amor queda por siempre guardado en lo más profundo del corazón. Bellas palabras.
    Un abrazo y buen fin de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muchas gracias Majo, por tu interés. Es un placer.
      Un fuerte abrazo

      Eliminar
  6. Que lindo, Majo! O "como teria sido" não permite respostas, mas as lembranças de um amor primeiro, com toda sua pureza, romantismo, afetividade, não se esquece. Grande abraço.

    ResponderEliminar
  7. El final es espectacular amiga Majo, todo el poema en de un sentimiento que brilla como las estrellas, tan bello, tan lleno de bondad.
    Me ha encantado, un abrazo con cariño amiga

    ResponderEliminar
  8. Um amor escrito nas estrelas.
    Uma lindeza de imagens construídas Majo.
    E o céu como testemunha do sentimento aflorado e sofrido.
    Bom lhe ver na ativa com bela inspiração.
    Ótima musica ao fundo da leitura.
    Feliz seja a semana.
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. El primer amor nunca se olvida. Precioso poema amiga, saludos-

    ResponderEliminar
  10. O primeiro amor fica sempre gravado na memória....
    Lindo...
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  11. Que linda fotografia Majo, que acompanha o belo
    poema,
    com fragrâncias de amores da juventude, esperançosos e nostálgicos!
    beijinhos, boa semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma pintura, Angela... De Vladimir Volegov, como indiquei.
      Beijinhos

      Eliminar
  12. Lindo!
    A pureza dos primeiros afectos gravam-se nas estrelas e na alma.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Você voltou da pausa em grande estilo, Majo! Que lindo poema sobre o primeiro amor, nunca esquecemos. É como o primeiro beijo. As primeiras vezes marcam.
    Quanto ao Paul Mauriat, como escutei e dancei ao seu som! E faz tempo, amiga!
    Gostei muito da postagem, muito delicada!
    Vi que o 'Veredas' mudou de cor quando entrei, mas não foi o Veredas, fui eu, é que estamos em rede!
    Beijo, querida Majo, uma boa semana com paz e saúde.

    ResponderEliminar
  14. Olá Querida Majo,
    Espero que continue tudo bem consigo.
    Fantástica inspiração neste belíssimo poema. Como sempre, maravilhosamente bem escrito, amei ♥
    Desejo-lhe um dia feliz, beijinho ♥♥

    ResponderEliminar
  15. Una belleza ese decir del primer amor casi siempre rallando lo platónico donde todo es tan dulce y romántico que no se estropea nunca, y queda en la memoria para recordarlo de vez en cuando.
    Muy hermoso tu poema, Majo.
    Un abrazo y feliz día.

    ResponderEliminar
  16. Poetizou com força e profundidade. O 1o amor é verdadeiramente marcante.
    Seja bem-vinda, Majo, com as suas belas reflexões poéticas. Bjs

    ResponderEliminar
  17. Hola Majo.La remembranza de un amor siempre es poesía,sea el primero o el amor de una vida, vestido simpre de agradables cosas que nos rodean: una playa,el horizonte, una rosa, un jardín tropical...
    Muy bonita la poesía.
    Un saludo

    ResponderEliminar
  18. Saudade, poesia de tempos, de afetos que foram sem jamais terem ido; ausência sempre presente no coração.

    Um abraço. Tudo de bom.
    APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

    ResponderEliminar
  19. "Como teria sido?"
    Uma pergunta que jamais cala!

    ResponderEliminar
  20. Olá, Majo, um belíssimo poema de sua lavra, um canto delicado e sensível sobre o primeiro amor. Gostei muito. Parabéns!
    Um ótimo final de semana, com saúde, alegria e inspiração para seus novos e excelentes poemas.
    Beijo, amiga.

    ResponderEliminar
  21. Essa nostalgia de momentos assim nos acompanha todos os dias. Acredito que todo mundo tem esses momentos de lembranças de um amor que se foi. Belíssimo poema, querida Majo. Grande beijo.

    ResponderEliminar
  22. Tal como merece um amor tão genuinamente puro, assim é o seu canto, Majo
    Lidíssima poesia e tão delicado e suave conteúdo! Como o primeiro amor
    Beijinho

    ResponderEliminar
  23. Dizem que o primeiro amor nunca se esquece, mesmo quando durou pouco tempo e nunca mais se encontrou. O meu primeiro amor foi o marido. Primeiro e único nunca tive outro.
    Conhecemo-nos a 5 de Fevereiro de 1964 ainda nem tinha 17 anos e começámos a namorar a 24 de Março do mesmo ano.
    Abraço, saúde e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sabia, Elvira, eu sabia.
      Embora nunca fale da minha vida pessoal nos blogues, abro uma exceção para lhe contar que despertei muito tarde para o amor apaixonado, pelo que, só me apaixonei aos 23 anos pelo meu marido.
      Bom fim de semana e um S Valentim muito feliz.
      Abraço amigo.
      ~~~

      Eliminar
  24. Lindo, primeiros amores deixam boas recordações!
    Música linda, há muito tempo não ouvia.
    Abraço!

    ResponderEliminar
  25. ~~~
    «O PRIMEIRO AMOR QUE ENTRA NO CORAÇÃO
    É O ÚLTIMO QUE SAI DA MEMÓRIA.»
    Jules Petit-Senn

    É AGRADÁVEL VERIFICAR QUE APRECIARAM OS MOMENTOS DE HUMANIDADE

    E DE SENTIMENTOS NOBRES QUE DEFINEM ESTE POEMA.

    AGRADEÇO TEREM REGISTADO OS VOSSOS SEMTIMENTOS, PARECERES OU REFLEXÕES.

    A CADA UM, O MEU ABRAÇO CORDIAL...

    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  26. A avaliar pelo excelente poema, este amor ficou mesmo escrito nas estrelas. E podes ler sempre que te apetecer.
    A verdade é que nem sempre os primeiros arroubos deixam marcas de solidão. O amor tem outra dimensão.

    Beijos e saudades, querida amiga Majo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão, Teresa.

      Como dei a entender no poema, a solidão foi apenas um momento emotivo...
      Grsta pela ''visita''. Beijos, querida amiga.
      ~~~

      Eliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~