DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

sábado, 16 de outubro de 2021

~~ H O J E ~~


... Pelo Dia Mundial da Alimentação ...

Hoje,

tenho precisão

 de silêncio profundo!

Penso em crianças

desnutridas,

sem alimentos;

em olhos de mães

secos de gotas, em sal

de desespero;

na vexante miséria

acutilante

 de cada esmola.

 ~.~

Hoje,

interpelo os deuses,

quero saber o motivo

de ser tão limitada.

Por que fui dotada

 de inteligência

tão primitiva

que não compreende?!

De sensibilidade

tão rudimentar

que se revolta

e não se conforma?!

~.~

Hoje,

fere-me e dói-me

sobremodo,

a debilidade racional

que impede os humanos

de se organizarem

para salvarem

o mundo

da vil desonra

da fome.

~.~

 Flagelo sem tréguas...

Será insolúvel?! 

~.~ ~.~

MajoDutra
Pintura de Pablo Picasso

43 comentários:

  1. Poema intenso que tiene preguntas sin respuesta. Ojalá haya voluntad para solucionar ese gran problema!.
    Abrazos,Majo.

    ResponderEliminar

  2. Poema lindíssimo que nos remete para uma profunda reflexão sobra os meandros da vida, mais propriamente a FOME. Gastam-se milhões em passeis pelo espaço, milhões esses que "matariam" a fome a tanta criança e adulto. Mas as vaidades da vida, para quem tem muito dinheiro, não deixa (infelizmente) ver quem nada tem.
    .
    Tenha um fim de semana de Saúde, Paz e Amor.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  3. Profundidade e beleza ao falar desse tema que apavora o mundo e nos dá arrepios ao pensar nas tantas pessoas e sobretudo,crianças que não pediram pra nascer e estão a passar fome.
    Lindo ficou!
    beijos, ótimo fim de semana! chica

    ResponderEliminar
  4. Bom dia, amiga Majo!
    É o grande drama da humanidade, a fome. Principalmente nos países subdesenvolvidos, mas não só, infelizmente. As guerras, a miséria, o desemprego, e a corrupção em muitos países por esse mundo fora, estão na origem desse drama.
    Enfim...esperemos que os países onde há desperdício alimentar, e se deita comida para o lixo, sejam mais solidários com quem passa fome.

    Excelente e oportuno poema, para que todos possamos refletir.

    Votos de um excelente fim de semana, com muita saúde!
    Beijinhos com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Almas pobres, impedem aos homens de serem nobres. Assim, deixam o mal grassar.

    Um bom fim de semana, bem nutrido de paz e esperança.

    Um abraço. Tudo de bom.
    APON NA ARTE DA VIDA 💗 Textos para sentir e pensar & Nossos Vídeos no Youtube.

    ResponderEliminar
  6. Sabemos que neste dia ( e sempre) existe tanta gente sem alimentação correta, ou sem alimentação Não se pode estragar nada
    -
    Traçando os caminhos sombrios
    -
    Beijos, e excelente fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Apreciado amigo, tu poema de una gran sensibilidad, pues los niños son el futuro, pero a este paso de insensibilidad, quizás no lo haya. Cómo el neoliberalismo, el consumismo han sustituido a pesar de la racionalidad, lo humano. UN abrazo, con aprecio. Carlos

    ResponderEliminar
  8. Bonito poema numa reflexão muitíssimo realista. Desperdiçar alimentos é horrível e todo ser humano merece uma vida digna. Ninguém merece "morrer de fome"!
    Bjs

    ResponderEliminar
  9. Hoje, continuamos sem respostas... Hoje, chove e alguém tem frio e não tem nada para comer...
    Poema intenso...~
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  10. Palavras pertinentes, Majo!

    Hoje, Dia Mundial da Alimentação; amanhã: Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza:
    Como eu digo, por outras palavras, ali: https://contrapobreza.blogspot.com/2021/10/construir-juntos-acabar-com-pobreza.html
    não tenho fé de que estes dias sirvam para alguma coisa, que venham trazer melhorias a quem precisa. Servirão, sim, para egos inflados de quem está acima, em lugares de poder e decisão, e nada fazem senão falarem muito bem, cantarem cantigas para boi dormir.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  11. Um poema excelente que nos convida a reflectir!!! 👏👏👏... Bom domingo!

    ResponderEliminar
  12. Infelizmente quanta dor, tristeza e sofrimento existe no mundo. Um poema sublime.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Olá, Majo, gostei de ler esse seu poema, com o tema social tão importante, sobre a fome,
    que infelizmente acomete grande parte do mundo, principalmente da África, que tem sido deixada de lado, por puro descaso, quando deveria receber ajuda dos países ricos, que preferem gastar o seu dinheiro com armamento e guerra.
    Um belo poema, Majo, uma lembrança para o mundo dessa questão social dilacerante.
    Um bom domingo amiga Majo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  14. Bello y reflexivo poema el mundo debe ser equitativo y tambien cuidar la tierra te mando un beso

    ResponderEliminar
  15. Lindo, mas triste, sendo real. Excelente poema com uma elevada carga emocional de algo que nos apoquenta nesta sociedade na que vivemos.
    Hoje, mais do que nunca, abraço de vida.

    ResponderEliminar
  16. Tão triste e ao mesmo tempo tão verdadeiro.
    Abraço, saúde e boa semana

    ResponderEliminar
  17. Boa noite amiga Majo.
    Passando por aqui, relendo este belo poema, apesar de ser triste, na sua essência, e desejar uma feliz semana, com muita saúde.
    Beijinho com carinho e amizade.

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. Un hermoso, triste y a su vez bello poema. Los gobernantes deben cambiar de aptitud, no se puede a estas alturas consentir que, pueblos enteros pasen hambre, miseria y que los niños estén desnutridos cuando países llamados civilizados tiramos millones de toneladas de comida a la basura.
    Esta sociedad más pronto que tarde debe cambiar de aptitud.
    Un abrazo Majo y buena semana.

    ResponderEliminar
  19. Infelizmente, uma realidade crucial. Também em Portugal tem aumentado o número daqueles que corporizam a pobreza.
    A sua publicação é um angustiante alerta para essa realidade.
    Abraço amigo.
    Juvenal Nunes

    ResponderEliminar
  20. Dói-nos na pele a imagem de uma criança só pele e osso. A imagem de uma mãe impotente de fazer o que quer que seja. A indiferença de tanta gente que tem tudo e desperdiça tanto.
    Comoveu-me o seu poema. Faz-me pensar.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  21. Gostei muito! Um necessário grito de alerta e de revolta, envolto na sensibilidade delicada da poesia! Meu abraço, amiga; boa semana.

    ResponderEliminar
  22. Muito lindos e emocionantes os seus versos, Majo
    Amei a pintura e o vídeo.
    Tenha uma semana de paz.
    Um carinhoso abraço.
    Verena.

    ResponderEliminar
  23. poverty everywhere now.... 800 millions are hungry around the globe.
    very sad.

    # Have a wonderful day ...
    - I am following you.

    ResponderEliminar
  24. Perguntas bem pertinentes provavelmente com muitas respostas por dar!
    Boa semana!

    ResponderEliminar
  25. Poema intenso que tiene preguntas sin respuesta. Ojalá haya voluntad para solucionar ese gran problema!.
    Abrazos,Majo.

    ResponderEliminar
  26. Los niños siempre son los que duelen más en estas circunstancias en las que se encuentran tantos. Olvidados por las autoridades de cada país que solo piensan en su bien estar, dejando a los pueblos llenos de hambruna porque el dinero no llega donde tiene que llegar.
    Un hermoso canto con tu poema para tanta necesidad en el mundo.
    Un cálido abrazo Majo, y buena semana.

    ResponderEliminar
  27. Realmente, a fome é triste!
    Um vive como nababo
    Outro, que não rói o rabo
    Feito lagarto, persiste
    Num estado que consiste
    Em desnutrição e fome
    Constante e até consome
    A própria vida do ser
    Que não tem o que comer.
    O estado, é ganância, o nome.

    Quantos aparatos bélicos em nome da segurança. E quantos morrem de fome... É um mundo injusto que o humanista não entende. Um país como a China, Coreia do Norte e tantos outros, aplicam na defesa indefensável e sonegam da alimentação de seu povo. Essas ideologias políticas fazem coisas... Abraço cordial. Laerte.

    ResponderEliminar
  28. A coisa está feia em todo o lado. Laerte...
    Entretanto a NASA mandou a Lucy par o espaço procurar fósseis...
    Pobrezinha, vai ficar por lá durante 12 anos!
    Quanto terá custado o tal brinquedo?! Coitados dos contribuintes!
    Muito obrigada Laerte. Saudações cordiais.
    ~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  29. Un poema de sensible humanidad. No es posible que en el mundo se den hambrunas y desnutrición que aniquilan a los niños. Cuánta comida se desperdicia, o se bota por razones económicas. La insensibilidad proviene del espíritu consumista, competitivo del mundo de hoy, que hizo perder el corazón. y optó por el arribismo y el egoísmo. Un abrazo. Carlos

    ResponderEliminar
  30. A good reflective poem. With all the hunger in the world, it is amazing there is food waste from the big supermarkets. If it was collected and distributed and some already is, it could feed lots of people. It's a pity that some humans just don't care.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. You're absolutely right, Bill
      I liked having an opinion from Ireland... Just to Portugal.
      Welcome to this blog.
      ~~~~
      ~~~

      Eliminar
  31. Palavras profundas de grande sensibilidade. Sente-se pela leitura a dor contida nas entrelinhas. Uma realidade incontestável. Um mundo injusto. Abraços.
    Kantinhodaedite.blogspot.com

    Kantinhodasmensagens.blogspot.com

    ResponderEliminar
  32. Quando as pessoas (e os políticos, principalmente) não querem, tudo é insolúvel...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Continuação de boa semana, amiga Majo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  33. O seu poema traduz uma realidade triste e lamentável,
    que todos observamos. O mundo terá que ser assim?
    Grato pela sua visita ao Polyedro.

    Um dia feliz!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vindo a este blogue, A.S.
      Sinta-se aqui bem e à vontade.
      ~~~

      Eliminar
  34. Intenso y concientizador poema!!!! Enhorabuena.

    Te sigo desde ya.

    Besos y feliz fin de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem-vinda, Paula.
      Gostei do teu 'blog' de poesia... Besos
      ~~~

      Eliminar
  35. Hermoso, triste y muy profundo poema.
    Emocionante.
    Un beso.

    ResponderEliminar

~~~~~~~ 💛 ESTIMADO LEITOR 💛 ~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~ Depois de colocar o seu comentário,
~~~~~~ aceda a «mensagem antiga»
~~~ e leia a que habitualmente lhe deixo.
~~~~~ ~ ~ ~ ~ Muito obrigada... ~ ~ ~ ~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~-~~~~~