DIREITOS DE AUTORIA

È proibida a reprodução, cedência, difusão , distribuiçã0, armazenagem ou modificação, total ou parcial, por qualquer forma ou meio eletrónico, mecânico ou fotográfico dos conteúdos aqui publicados, sem o autêntico consentimento prévio e expresso da autora. Excetuam-se desta interdição os usos autorizados pela legislação aplicável, nomeadamente o direito de citação, desde que claramente identificada a autoria e a origem, com link respetivo, prática usada neste espaço.
~~~~~~
*** Note que em poesia, o 'sujeito poético ou lírico' não tem que ser o 'sujeito autoral', mesmo que o texto expresse a 1ª pessoa do singular.***

Seguidores

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

... UM FELIZ ANO NOVO ...





 ... Tempo de Amor ... 


Desejo a todos os Amigos e
Companheiros destas lides criativas, um
Ano  Novo  Muito  Feliz
 repleto de excelentes concretizações e
sucessos edificantes. 

Não deixe de orar pelos que passam por
maus momentos a nível pessoal,
nacional ou mundial...

~~ Renasceu!  ~~

Tudo tinha desmoronado!
Tudo estava aniquilado... em cinzas...
Nada tinha restado do colapso desvastador!
Uns olhos vazios miravam o infinito...
Apáticos... Atónitos...
Eis que algo estremeceu no incinerado,
como um coração pulsante...
Logo sacudiu a cinza e, como magia, surgiram
 as suas belíssimas penas irisantes!
Como uma Fénix sublime e libertadora,
renascia poderosa,
 a Esperança!
 ******
MajoDutra

~~ Tchim-Tchim! ~~

 Brindemos à esperança! 

Um Bom Ano para nós e para a humanidade.

🔸 Mensagem do Papa Francisco ...Urbi et Orbi  🔸
... Aqui ...

 ~~ Abraços cordiais ~~ 



🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸🔸

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

... SONETO DE NATAL ...


Quando um um cello também pronuncia 'Benedictus'!
Solo de Hauser com a Orquestra Sinfóunica de Zagreb
e um coro belíssimo. Maestrina Elisabeth Fuchs.




Adoração dos Pastores - 1660 - Josefa de Óbidos


... LUMINÁRIA DO MUNDO ...

Para ser Luz, vieste a um rude Mundo
De imensa e dura treva adormecido.
Ainda céticas vozes em bramido
Descrêem neste mistério profundo:
 *
Deus consagrado e Filho oriundo
Do poder divinal puro e assumido.
Cada ano, no final, é por mim tido
Como certo, louvar; de amor inundo
 *
Todos os meus espaços, na alegria
Sã de vivenciar, ó Salvador,
Teu terno Natal, chama luzidia
 *
Dos pastoris olhares. Onde for,
Canto e proclamo: nada deveria
Pretender ofuscar Teu resplendor.

*****
MajoDutra

~~ BOAS  FESTAS ~~

 OS  MEUS  ABRAÇOS  CORDIAIS

 ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~   

  ... EM RECESSO ... 

((((((((((O)))))))))O((((((((O)))))))))
     Soneto

sexta-feira, 13 de dezembro de 2019

O PODER DA MÚSICA



)))))))) O ((((((((

Liam na sala aquecida
envoltos em suave música,
com ela circulavam bailando
aromas e hormonas,
um deleite sensual suave
 em momentos íntimos deliciosos,
como se Vesta tudo harmonizasse.
Quando surgiu aquela música
poderosa que os inebriava,
fecharam os livros,
ele levantou-se e
segurando-lhe a mão, ergueu-a,
ela sorriu,
ele seduzido beijou-a.
Oh, fremente e intenso portento!
Ergueu-a nos braços
e recostou-a amorosamente
no tapete, 
junto à lareira.
**
Êxtase de pura emoção!
Música e beijos mimavam a pele
 e o mais profundo da  alma.
  
 *****
 MajoDutra

 Arte de Tomasz Rut

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

... JÁ FOI POEMA ...



Foi tão admirada
e, mesmo, venerada!
Possuía beleza invulgar,
uma figura escultural,
porte sereno e distinto,
pele pura e acetinada.
Como Vénus real.
*
De muitos candidatos,
elegeu o seu formoso poeta
que a tratou como sua rainha
adorada e desejada musa.
Viveu a felicidade suprema,
porém, com recursos
bem exíguos.
*
Hoje vive só,
profunda solitude!
Já partiram os amigos
das tertúlias literárias.
Sem vigor, sem sonhos,
sua pensão só permite
uma vida carente.
*
Tanta ausência!
Tem vizinhos bondosos
e seu lenitivo sustentador:
seus amados livros de poemas
encantadores, que inspirou
num tempo glorioso
de deusa terrena.
 ******
MajoDutra
 Pintura de Andrei Belichenko

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

QUERIDA COMEMORAÇÃO ...




 ~~ ººº ~~


     Naquele momento, pareceu frágil e sério, perdendo a sua natural audácia...
     Pediu-me para irmos tomar ar e assim saímos do rutilante salão onde se tocava gentil
     música dançante e, com grande engenho, conduziu-me no perfumado jardim para um
     recanto apenas banhado por um doce e argentino luar.

     Foi então que, com voz embargada e tremente, me confessou em surdina o profundo
     amor guardado com imenso carinho no cofre do seu peito.
     Amor correspondido é algo divino e sublime!
     Planámos numa esfera superior à terrestre, em comovente solidariedade com toda a
     humanidade e integrados no universo. Foi uma das nossas mais jubilosas festas de
     ternuras e juras, uma das nossas melhores memórias de paixão que comungamos.

     Hoje, sete anos volvidos, solitária, regressei ao saudoso lugar completamente exausta. 
     Fui uma guerreira! Agora que passou a dureza da peleja, noto o cansaço. Pranteei toda
     a dor que tinha sufocado aliviando a alma, enfim, liberta. Deus!... Orei.
     Com o último transplante, a equipe de médicos assegurou que a leucemia estava, para
     sempre e seguramente, vencida.
     Foi uma luta poderosa! Lado a lado, vencemos.

     Daquele nicho do nosso jardim predileto, fui para a clínica festejar a desejada e querida
     comemoração do septénio do nosso amor.
              ~~~~~~~~~~~~
                                        MajoDutra
                           Pintura de Fabian Perez
   Conto

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

... UMA FOTO ...




~~ *** ~~


~~ * * * * * * * ~~

 Tão tristonhos estão teus olhos belos,
 Menina linda! Cedo e já te doem
Males graves, viste como também
Se podem  desfazer o amor e os elos.

*

Titi estava feliz com esta festa.
Pôs-nos lindas, radiosas, tal fadas 
Deslumbrantes; mas seu génio por nadas
Arma vendaval e foi mais um nesta

*

Linda manhã: seu amor tinha enviado
O amigo com carta e um ramo de rosas,
Titi ao chão atirou as flores cheirosas,
 O papel jogou fora, amarrotado.

   

Mamãe ao ler o pobre bilhete roto
Exclama que o atraso era só duma hora!
Apanho as lindas rosas, Titi chora,
Papai sempre jocoso faz a foto.

*   

Foi uma briga longa, feia e tenaz!
Titi aprendeu a controlar-se, cresceu,
Porém, foi a triste foto que ao par meu
Paipai cedeu, que os tocou e efetuou a paz.

 ******

MajoDutra 

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

... CARPE DIEM ...





 Caía uma chuva
outonal numa tarde de sábado.
Eis que já passeava pela baixa,
nunca as luzes me agradaram tanto!
Um músico tocava nas arcadas,
percorri passeios, admirei nas lojas
a ordem, beleza e criatividade,
deleitou-me os doces aromas
a tecidos, livros e papel.
~ º ~
Caía uma chuva
contínua na cidade molhada
de infinitos espelhos refulgente,
nunca as luzes me agradaram tanto!
E numa cafetaria esplendorosa
fragrante, apetitosa, animada,
encontrei pessoas amigas
com quem fiz uma festa.
~ º ~
Caía uma chuva
outonal, fina, fria, persistente...
O centro histórico tocou-me como paraíso,
nunca as luzes me agradaram tanto! 
Carpe Diem!
~ ººººº ~
 MajoDutra
 Pintura de Guy Dessapt

domingo, 24 de novembro de 2019

.~~ VENDAVAL ~~



 A tempestade de Vivaldi



~~~~~~~~

Deleita o mar calmo, a sua pureza,

A margem areada que se preza;

Quando brando serena num ninar

Que tem todo o poder de relaxar

*

Apaziguando simples nostalgias. 

Infinitos azuis, sublimes dias,

Maresia aromática e tocante.

Porém, se vento forte o leva avante,

 * 

Fero, desesperado, ele protesta,

Os amigos afasta, acaba a festa,

Ruge e tudo revolve embravecido.

*

Temível temporal, atroz bramido!

As gaivotas em terra aguardam vez,

Nós olhamos chocados tal rudez!

 * * * * *
MajoDutra 
Pintura de Ivan Aivazovsky
Soneto

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

O TEU SORRISO



 =*=*=*=*=*=*=*=


~~ O TEU SORRISO ~~
 
Próxima               Querida   
maravilha que gosto de admirar
e que enternece e afaga o meu peito
Guarda segredo de nossas mil carícias
tem certo encanto que me faz vibrar
É agua fresca que lava minha alma
aconchego brandura satisfação
e sensualidade desejo deleite
cumplicidade doce censura
animação amorosidade
Da minha vida o
real sol
***
  MajoDutra


Pintura de John MakWhirter

sexta-feira, 15 de novembro de 2019

... AQUELE BEIJO ...



 ((((((((((o))))))))))



)))))))))o((((((((((


Aquele beijo

era pura emoção

tinha o desejo tremente

de todos os sonhos e delírios

a sede a falta a solidão

o silêncio profundo

dos mais áridos

ermos

.*.*.*.*.*.*.*.*.

MajoDutra
Pintura de Nicoletta Tomas

terça-feira, 12 de novembro de 2019

... BELEZA OUTONAL ...



 ( ( ( ( () () () ) ) ) )
 Para decorar
a minha mesa de jantar
para que fique bem agradável
para que fique bem convidativa
gosto de compor um centro de mesa,
no género de natureza morta,
ainda viva.
Caravaggio a três dimensões?!
Tento.
( () )
No outono,
reúno folhas bonitas já coloridas que
coloco numa faiança circular bem larga
e, com a ajuda divina de Pomona,
disponho quivis, maçãs, romãs, peras,
alguns dióspiros e uns marmelos,
alguns ouriços com castanhas,
algumas amêndoas e avelãs,
nozes, umas bolotas e mais folhas,
combinando, realçando as cores.
Miro, troco, ajeito, remiro,
espalho artisticamente
 rubros medronhos
e por fim, pouso
com delicadeza os fisális,
como borboletas.
Arte de Josefa de Óbidos?!
Tento.
(  () )
No final,
admiro a beleza outonal,
em contentamento.
(  () () ) ) 
MajoDutra
Pintura de Caravaggio
Na parte superior, Severin Roensen

sexta-feira, 8 de novembro de 2019

~~ EMANUEL ~~


 
           Emanuel não é apenas jardineiro,  também é poeta.  Já foi professor,  mas  não
   dispunha de tempo nem de tranquilidade para escrever. Cuida de flores com poesia
   porque ama seres belos e  delicados e com esse mister provê o seu sustento material
   e espiritualTem mãos calejadas, mas uma biblioteca do tamanho dos seus sonhos.
   O seu jardim tem mais charme  e  está mais acolhedor desde que a elegante  e  altiva
   senhora passa nele horas com o seu filho, sentada a ler.  Tem-se esmerado  a  fim de
   dar um ar requintado e poético a todos os recantos decorados.
   Apaixonou-se! Não é uma paixão qualquer, sente que é daqueles amores profundos
   que perdurará até o último alento de sua vida.
   Cumprimenta-o respeitosamente, porém, presume que não  mais o olha. Conhece-a
   bem pelo modo especial com que trata e acarinha o filho. Percebe que prefere o seu
   jardim  porque se sente bem com a segurança da sua presença  e  porque o menino
   aprecia conversar alegremente consigo.
   Como gostaria de entrar em desvario  e  espalhar por todo o jardim mil poemas  de
   puro amor e intensa paixão, mas não tem ousadia para tal loucura.
   Emanuel pensa que só,  mesmo,  um milagre os poderá unir.
   Entretanto,  ela chega diariamente,  com bom tempo e cada vez mais o seu sangue
   se inebria, o seu coração dispara e seus olhos se humedecem de emoção.
   Terá  que  selecionar  os  seus mais belos e conseguidos poemas,  textos  e  contos,
   a fim de editar o seu primeiro livro.
   Tem a certeza que paixão e amor  lhe darão força e coragem para lhe ofertar um.

                     MajoDutra
     
        Pintura de Vladimir Volegov

   Conto     

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

EM LOUVOR DO LAR


          

    
                                 
De ninho nupcial, paixão e alegria
Tornou-se um infantário terno e doce,
Em espanto encantado o lar formou-se,
A família em  rebentos florescia.

*

Templo de assimilar sabedoria,
De animadas e alegres festas, doce
Desejo que o passado sempre fosse
Evocado pela fotografia.

*

Núcleo onde a união é forte e segura.
Porto protetor, âncora querida,
Mundo nosso de amor, paz, ventura.

*

Recordações de risos e alguns choros,
Quimeras, sonhos, laços de uma vida.
Cofre dos mais preciosos tesouros.

 ******

 MajoDutra
Pintura de Paul Keysar